ABrasOFFA

Está com vagas abertas para Estagiários em diversas áreas. Possui Convênios com diversas Universidades da Baixada Santista, basta ligar para 13-3235-1122 e agendar um horário.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Manaus por Anna Ruettgers

A semana passada tive a sorte de poder viajar a Manaus, a capital de amazonas. Convidada pôr uma família, que minha família conhece do festival, não só conheci a cidade como turista como também a vida do povo da Amazônia.

Muita gente imagina Manaus como um povoado na selva onde os bichos passam pela rua , mas não é assim, mas sim é uma cidade portuária bem grande. Aqui têm muitos edifícios e igrejas muito bonitos que são da época da borracha (final do século 19/começo do século 20). Em primeiro lugar o “Teatro Amazonas” onde atores de conhecimento internacional, apresentaram obras de grandes escritores, poetas e compositores. Além disso Manaus tem um monte de museus interessantes que contam a história da região e seus povos.
Porém mais impressionante ainda, que o centro histórico de Manaus, é a natureza e o meio ambiente imponentes que podemos ver a poucos quilômetros da cidade. Tem várias possibilidades de fazer uma caminhada nas trilhas da selva ou um passeio de barco no rio Negro observando as maravilhosas ilhas “ Anavilhanas “. Aí, independente da estação do ano, ou melhor dizendo, da época de chuva, pode se ver uma diversidade impressionante de fauna e flora.

O que vale a pena ver também é o “encontro das águas” onde o rio Negro da Colômbia e o rio Solimões do Peru se juntam e formam o rio Amazonas. A água do rio Negro é quase preto enquanto a água do rio Solimões é mais lamacento. Assim os dois rios correm aprox. 8km um ao lado do outro sem misturar pôr causa de velocidade das correntes e temperaturas diferentes.
Também visitei a comunidade flutuante e uma reserva indígena, é bem interessante e vale a pena.
A vida em Manaus, sem dúvida, sim é parecido com a vida de um povoado. Na maioria das vezes a família inteira vive na cidade, que não é muito típico para os brasileiros. Assim então tem mais churrascos ou festas junto com a família e os amigos. A mentalidade dos manauaras é bem afetuoso, mas também, comparado com os outros brasileiros, um pouco mais fechado o que de jeito nenhum quer dizer que não sejam simpáticos.

Por: Anna Ruettgers

Nenhum comentário:

Postar um comentário