ABrasOFFA

Está com vagas abertas para Estagiários em diversas áreas. Possui Convênios com diversas Universidades da Baixada Santista, basta ligar para 13-3235-1122 e agendar um horário.

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Fest In Folk, Festival Internacional do Folclore, vai ter atividades em Santos este ano

Exposições de fotografia e artesanato, apresentações de música estrangeira e grupos folclóricos regionais estão entre as atrações. A produção é da Associação Brasileira de Organizadores de Festivais de Folclore e Artes Populares, que tem sede na cidade.

A Associação Brasileira de Organizadores de Festivais de Folclore e Artes Populares, ABRasOFFA, que tem sede em Santos, está sob novo comando. Assumem as cadeiras, a partir de agora: a presidente Raquel Oliva; na vice-presidência está Camila Leal; Renata Simões é a tesoureira; e a secretária, Mariléia Varandas. Helena Lourenço continua como presidente de honra, ela que foi a criadora do  Brasil Fest In Folk, na década de 80.

A diretoria já assume com o desafio de criar novas alternativas para que o Festival Internacional de Folclore aconteça, este ano, de uma maneira diferente da tradicional. O foco será a comemoração dos 28 anos de realização dos festivais, que já se tornaram um marco nacional. O Brasil Fest In Folk foi o primeiro do gênero a ser realizado no Brasil reunindo grupos de vários países da Europa e Américas, celebrando a diversidade cultural dos povos.

De 17 a 22 de agosto será realizada a Semana Cultural da ABRasOFFA, em parceria com a Universidade Paulista, UNIP, em Santos. A Exposição “Passos pela Paz” vai reunir centenas de imagens registradas por alguns países da América, fruto do trabalho de um dos voluntários da Associação, que traduziu em seu olhar, toda a riqueza cultural de diferentes povos. Já a Exposição “Cultura Itinerante” levará o criativo trabalho dos artesãos ligados à Associação, com a oportunidade de geração de renda para esses artistas. As duas exposições acontecerão de 17 a 21/8, na própria Universidade (Av. Francisco Manoel, s/nº), com entrada gratuita.

Outra atração será em 21 de agosto com a presença de grupos folclóricos regionais e concerto musical de um harpista paraguaio, na UNIP. Em 22/8, Dia Internacional do Folclore, também haverá programação, que ainda está sendo fechada. Agrestina, em Pernambuco, também vai realizar, pela primeira vez, o Circuito Brasil Fest In Folk 2015. Voluntários da Associação serão enviados para esta última localidade para ajudar na organização e produção do evento. 

Esses circuitos vão acontecer, ainda, na cidade paulista de Campos do Jordão e em outros estados como Rio de Janeiro, na capital; município mineiro de Maracaju; Rio Verde, em Goiás; e a gaúcha Porto Alegre. Mas isto será em 2016. A modificação no formato do Festival vem de encontro às mudanças mundiais do setor. Festivais de folclore em vários países da Europa estão realizando os circuitos desta maneira, oferecendo apenas a estrutura para os artistas. Os circuitos mais enxutos em 2015 permitem o traçado de um Festival maior ano que vem. A ideia é contar com a participação de pelo menos 10 grupos estrangeiros no Fest In Folk 2016, em Santos. 

 “Nosso foco está realmente em 2016, rumo às Olimpíadas. A cara do FEST IN FOLK ano que vem só vem complementar os jogos olímpicos. Esporte, cultura, cidadania, tudo tem a ver. Queremos repetir o sucesso dos festivais de folclore já realizados, trazendo grupos de vários países para compartilharem conosco da sua rica cultura”, afirma Raquel Oliva, nova presidente da Abrasoffa.   

O FEST IN FOLK ou Festival Internacional de Folclore se consolidou como o 1º festival internacional do gênero realizado no país. Consolidou-se no estado de São Paulo e, principalmente na Baixada Santista, como a principal mostra do tipo, reunindo milhares de participantes vindos das Américas e Europa. Centenas de participantes puderam mostrar sua cultura em apresentações em arenas montadas na praia e em ginásios.

A presidente de honra da Associação, Helena Lourenço, destaca o trabalho dos voluntários durante todos esses anos. Ela afirma que sem o trabalho deles, seria impossível a construção de tanta credibilidade: “Ao mesmo tempo em que os voluntários, que nós apelidamos carinhosamente de ‘amarelinhos’, aprendem o ofício de produzir um festival de grande porte, o intercâmbio cultural não há como se pagar. Sem ajuda dos voluntários seriam impossível termos tão boas experiências pra contar. São pessoas comprometidas com o ofício e, sobretudo, em divulgar as culturas ao redor do mundo, costurando tudo isso com a Cultura de Paz, a tolerância, o amor”. 

A ABRasOFFA é uma organização não-governamental reconhecida pela Unesco. Tornou-se, ao longo dos anos, um referncial em termos de resultados e dados concretos para a Cultura de Paz e Não-Violência, conforme orientação da Unesco. A ong desenvolve projetos voltados à recuperação e preservação da Cultura, principalmente do Folclore e Artes Populares. Filiada da IOV – Internationale Organisation für Volkskunst, com sede na Áustria e membro correspondente do CIOFF – Conselho Internacional de Organizadores de Festivais de Folclore, com sede na França. Em 2005, os projetos: “Circuito BRASIL FEST IN FOLK – Festival Internacional de Folclore do Brasil®” e “Rede de Jovens Voluntários pela Cultura da Paz” receberam a chancela oficial Unesco.

Adote um talento – Outra iniciativa proposta pela Associação é o Programa “Adote um talento” que tem por objetivo beneficiar talentos da arte e do esporte a buscarem qualificação. O lançamento do projeto começa com a bailarina Camila Xavier Costa. Aos 9 anos de idade, ela ganhou uma bolsa para estudar por 40 dias no Conservatório Sankt Pölten, na Áustria, um dos mais importantes do mundo. A ideia é arrecadar verba para compra da passagem e estadia para a pequena artista. Para isso, a Associação abriu uma conta dentro de um site de financiamento colaborativo (também conhecido como crowdfunding), onde as pessoas colaboram com o valor que desejam. Para colaborar, basta acessar o www.vaquinha.com .

Nenhum comentário:

Postar um comentário